Blog

Envelhecimento da pele: você já passou o protetor solar hoje?

Envelhecimento da pele: você já passou o protetor solar hoje?

30/08/2016

O uso de protetor solar, tanto no inverno quanto no verão, deve ser estimulado para  postergar o envelhecimento da pele e prevenir a ocorrência de câncer de pele.

A radiação solar ultravioleta (UV) é a principal responsável por danos à pele, principalmente quando a exposição ao sol é excessiva.

Os raios UV provocam o fotoenvelhecimento e relacionam-se ao aparecimento de tumores e pigmentações cutâneas.

O uso rotineiro de protetor solar previne alterações de coloração e textura da pele, tais como manchas, ceratoses, pintas e sardas. O hábito também auxilia na manutenção da saúde, evitando o aparecimento de cânceres cutâneos, principalmente em pessoas de pele e olhos claros.

Protetor solar previne contra o envelhecimento da pele

Para que sua ação de prevenção seja efetiva, o protetor solar deve ser usado diariamente, e repassado ao longo do dia. Mesmo nos dias nublados ou chuvosos, o produto deve ser aplicado uniformemente sobre a pele, para que a proteção seja adequada.

O recomendado é o uso de um produto com Fator de Proteção Solar (FPS) de ao menos 30, nas partes do corpo descobertas por roupas, tais como mãos, face, pescoço, nuca, orelhas, pés e braços. Os praticantes de esportes ao ar livre devem escolher um produto à prova d’água. A reaplicação do protetor deve ocorrer a cada duas ou três horas, para a manutenção da eficácia.

Outras estratégias de fotoproteção

Um cuidado importante é ter atenção ao horário de exposição ao sol. Entre as 10h e 16h, a incidência dos raios UV é maior, por isso recomenda-se evitar o sol neste período do dia. A exposição solar no início da manhã ou ao final do dia,  associada ao uso de óculos de sol, roupas e chapéus como medidas de proteção, são fatores que auxiliam na prevenção de danos gerados pelo sol.

Hidratar-se também é essencial. O mínimo que deve ser consumido são dois litros de água por dia. A ingestão de líquidos evita a desidratação do organismo e, consequentemente, da pele.

O autocuidado é a melhor forma de proteger a pele do envelhecimento. A proteção cutânea, aliada a orientações de um médico especialista, podem retardar os danos causados pelo sol.

Tratamentos preventivos e procedimentos pouco invasivos, como o preenchimento com ácido hialurônico que estimula a hidratação da pele, auxiliam na manutenção de uma pele com aspecto mais jovem, potencializando os cuidados diários necessários para manutenção dos resultados. Procure um cirurgião plástico para complementar sua atenção com a pele e atingir um resultado final satisfatório.