Procedimentos

Mamoplastia redutora

O excesso de volume das mamas pode levar a alguns problemas de saúde: desconforto físico com dores nos ombros, pescoço e coluna, marcas na pele causadas pelo sutiã, alterações das funções respiratórias e baixa autoestima.

A cirurgia plástica que reduz o tamanho das mamas e melhora assimetrias mamárias importantes é denominada mamoplastia redutora.

Essa é uma das cirurgias plásticas mais realizadas. O objetivo é obtenção de mamas com forma natural, volumes proporcionais e o mínimo de cicatrizes possíveis. A cirurgia deve ser realizada de forma segura, a fim de evitar ou diminuir os riscos de complicações. A preservação da função glandular das mamas, manutenção da sensibilidade do órgão e a garantia de uma boa forma a longo prazo, devem ser buscadas.

O momento adequado para ser feita a mamoplastia redutora é após o total desenvolvimento mamário, geralmente ao final da puberdade. Durante a cirurgia, são removidos o excesso de pele, de tecido glandular e gorduroso das mamas para redução do volume e remodelagem das mesmas. É importante entender que essa redução mamária se dá a partir de incisões e, consequentemente, deixa cicatrizes nas mamas. O resultado definitivo surge no decorrer de alguns meses.

Assimetria, cicatrizes, inadequação do volume final pretendido, comprometimento da sensibilidade e incapacidade de amamentar podem ocorrer em pacientes que se submetem à redução da mama. A mamoplastia redutora feita de forma criteriosa, o que é imprescindível para os médicos da CARE, leva à redução dessas complicações.

Agendar Consulta

O formulário para pré-agendamento de consulta é uma forma dinâmica de agendar um horário com um de nossos profissionais. Envie-nos seus dados e sua mensagem para que possamos confirmar sua consulta.

Please leave this field empty.